Brasil supera a China como segundo melhor mercado imobiliário do mundo

(Matéria traduzida do inglês com tradutor Google)

O Brasil ultrapassou a China como segundo melhor local do mundo para valorização de capital de propriedade, de acordo com a Associação de Investidores Estrangeiros em Imóveis.

Não só substituiu a China, mas que entrou no top ten de capital de investimento para destinos apreciação pela primeira vez. Os EUA ainda toma o primeiro lugar.

AFIRE, fundada em os EUA em 1988 e que agora tem mais de 180 membros em 21 países, é conhecido como a voz oficial da indústria estrangeira de propriedade de investimento em os EUA e seu levantamento anual de investimentos estrangeiros é sempre aguardada com grande expectativa pela indústria imobiliária global .

Mas agora por causa da volatilidade no setor imobiliário global tem conduzido uma pesquisa de meados desse ano de seus membros, a fim de dissipar as informações mais recentes. "Com a escalada da crise de crédito, as rápidas mudanças na economia, e os programas de estímulo do governo, considerou-se importante para avaliar as alterações no sentimento dos investidores", disse a organização.

Como muitos mercados imobiliários emergentes Brasil não divulga números oficiais de imóveis para que possa ser difícil para potenciais investidores a avaliar o que está acontecendo para que as informações desta pesquisa será apreciada.

Segundo os analistas do investimento imobiliário investidores empresa Obelisco Internacional foram rápidos a reconhecer o potencial oferecido no Brasil que tem várias áreas propícias para investimentos imobiliários, incluindo o popular região nordeste, onde propriedades de luxo custam uma fração do que você esperaria pagar em um resort equivalente na Europa.

De fato, os investidores experientes que entrou no mercado logo no início já vimos as mais-valias excelente, segundo a pesquisa AFIRE e esta tendência deverá continuar, de acordo com a Associação para o Desenvolvimento Imobiliário e Turismo no Nordeste do Brasil.

A Copa do Mundo de 2014 é amplamente esperado para atrair novos investimentos e turismo. Em preparação o Governo está gastando US $ 250 mil milhões nos próximos seis anos em aeroportos, estradas, saneamento e energia hidrelétrica.

Acrescente a isso uma classe média emergente com maior poder de compra e planos de governo para financiar um milhão de novas casas a preços acessíveis até 2010, e há espaço para otimismo cauteloso, explicou ADIT Nordeste presidente Felipe Cavalcante.

Fonte: PropertyCommunity

CONTADOR DE VISITAS

mod_vvisit_counterVisitantes de ontem:3896
mod_vvisit_counterSemana passada:23592
mod_vvisit_counterMês passado:129574

BUSQUE SEU IMÓVEL

Vista para o mar
Próx. UFSC / UDESC

BUSQUE CÓD. OU TEXTO

-->