Carnaval: ainda há imóveis para alugar nas praias do RS e SC

Carnaval: ainda há imóveis para alugar nas praias do RS e SC

O Pense Imóveis consultou imobiliárias nas praias de Tramandaí, Capão da Canoa, Torres, Garopaba, Balneário Camboriú e Florianópolis

Quem quer passar o Carnaval no litoral, mas, até este momento, não alugou um imóvel, não precisa se desesperar. Ainda há casas e apartamentos disponíveis para locação durante época da folia. O feriado oficial em 2012 é apenas dia 21 de fevereiro, mas a festa, para muita gente, já começa na sexta-feira, dia 17 e segue até a Quarta-Feira de Cinzas, dia 22.

Para ajudar você a decidir onde passar o Carnaval, o Pense Imóveis pesquisou os valores de imóveis para essa época nas praias de Tramandaí, Capão da Canoa, Torres, Garopaba, Florianópolis e Balneário Camboriú.

Assim como aconteceu no Réveillon, a maioria das ofertas de imóveis para alugar é de pacotes de cinco dias, em média. Bárbara Henz, da Bárbara Imóveis de Tramandaí, conta que o movimento de aluguel ainda está um pouco fraco, apenas cerca de 30% dos imóveis do cadastro da empresa foram alugados para o Carnaval. Segundo Bárbara, o fato de a locação ser por pacote em vez de diárias avulsas atrapalha.

"Os proprietários dificultam, pois querem alugar o imóvel por, no mínimo, sete dias e o pessoal quer, no máximo quatro dias", explica ela. O pacote de dez dias sai, em média, R$ 2,5 mil. As diárias ficam entre R$ 150 a R$ 600. "Temos imóveis para todos os clientes e necessidades", finaliza.

Também em Tramandaí, a LG Corretora de Imóveis já alugou quase todas as casas que tinha disponíveis para o Carnaval. A oferta maior agora é de apartamentos. "Os clientes preferem casa, eles alugam a apartamento já quando não tem mais opções. É uma minoria que escolhe a apartamento em primeiro contato", explica Rochelle Castro Vieira, da LG.

Os imóveis da LG Corretora têm locação mínima de cinco dias. Os preços dos imóveis variam de R$150 à R$420 por diária. Um apartamento mobiliado de um ou dois dormitórios, sem garagem, tem diária de R$ 150. Apartamentos em prédios mais sofisticados, com uma suíte, garagem e vista para o mar têm diárias entre R$ 250 e R$ 420.

Em Capão da Canoa, a procura tem sido maior pelo aluguel de casas com pátio, segundo Nilson Márcio Atkinson da KL Santos. Atinkson explica que, apesar da grande procura, esse tipo de imóvel é mais difícil de ser encontrado. "Além de ser mais caro, a maioria deles se encontram em praias menores, mais distantes do centro", afirma. "Pela segurança e praticidade aconselhamos os veranistas a procurarem apartamentos nas regiões centrais", completa.

Nilson Atkinson diz que o aluguel de um imóvel de dois dormitórios no Carnaval fica em torno de R$ 230 (a diária), sendo que a locação só pode ser feita por meio de pacotes de, no mínimo cinco dias. O corretor aconselha os veranistas a se agilizarem, pois o número de imóveis disponíveis para alugar durante a folia é bem pequeno.

Em Torres, Tania Penz, da Penz Imóveis, diz que já alugou 60% dos apartamentos e casas que tinha disponíveis para locação. Os pacotes de Carnaval iniciam-se na sexta-feira, dia 17, com saída na terça ou quarta-feira. Tania explica que os valores dos pacotes variam de acordo com o número de pessoas que ficarão no imóvel. A Penz Imóveis tem pacotes a partir de R$ 1,25 mil.

Já em Garopaba, um dos destinos preferidos dos gaúchos em Santa Catarina, a procura por apartamentos e casas para alugar no Carnaval foi grande. A corretora Solange Lange, da imobiliária Zaluski, diz que cerca de 95% dos imóveis disponíveis para os dias de folia já foram alugados. Segundo ela, o destino preferido de quem procura a empresa é a praia de Garopaba mesmo, seguida pela Ferrugem.

Assim como na maioria das imobiliárias, o aluguel na Zaluski para o Carnaval é por pacote. "Normalmente, o pacote é de cinco dias. Ninguém vem no Carnaval para ficar dois dias", explica Solange. Para o período de folia, as diárias dos imóveis em Garopaba vão de R$ 180 a R$ 1,5 mil.

Na capital catarinense, ainda há uma boa quantidade de imóveis para alugar no período de Carnaval. O Grupo Imobiliário Brasileiro, por exemplo, tem 60% de sua cartela de imóveis disponíveis para locação. As ofertas são de pacotes de, no mínimo, cinco dias (de sexta-feira até a Quarta-Feira de Cinzas).

"Os proprietários de imóveis não trabalham com aluguel podia. Se a pessoa quiser alugar um imóvel por dois dias, é melhor ir para um hotel", explica Alex Besouchet, do Grupo Imobiliário Brasileiro. "Quanto mais dias a pessoa ficar no imóvel, mais fácil vai ser a negociação do valor", completa ele.

Segundo Besouchet, o local mais procurado é a praia dos Ingleses, seguida por Jurerê. "O forte da imobiliária é o norte da Ilha, sendo Ingleses a praia mais procurada. A gurizada, quem quer glamour prefere Jurerê", diz. As diárias dos imóveis vão de R$ 100 até R$ 1,5 mil.

Em Balneário Camboriú, a Desc Imóveis ainda tem disponíveis 30% dos imóveis de sua cartela de cerca de 150. Marli Soares da Cunha, da Desc, explica que eles alugam apenas imóveis em um pacote de cinco dias. "Quem quiser ficar menos tempo, pode, mas tem que pagar os cinco dias", diz ela. Os valores dos pacotes vão desde R$ 900 para um apartamento de 1 dormitório até R$ 6 mil por um imóvel de frente para o mar e para até oito pessoas.

Confira outras opções de imóveis para alugar nessas e em outras praias do litoral gaúcho e catarinense nos anúncios do Pense Imóveis.

Fonte

CONTADOR DE VISITAS

mod_vvisit_counterVisitantes de ontem:4748
mod_vvisit_counterSemana passada:42659
mod_vvisit_counterMês passado:173428

BUSQUE SEU IMÓVEL

Vista para o mar
Próx. UFSC / UDESC

BUSQUE CÓD. OU TEXTO

-->