Estrangeiro que mais busca imóveis no Brasil é dos EUA

São Paulo - Uma pesquisa realizada pelo portal imobiliário VivaReal, com base nas 3 milhões de visitas que o site recebe mensalmente, mostrou que o maior número de buscas de imóveis situados no Brasil por usuários do exterior vem dos Estados Unidos. A pequisa foi realizada nos primeiros meses de 2013 e o resultado foi alcançado pelo monitoramento da origem dos acessos pelo Google Analytics.

Em segundo lugar, o país com mais usuários que buscam imóveis no site é Portugal. Em terceiro aparece a Itália, em quarto Espanha e em quinto lugar o Reino Unido. E as cidades mais buscadas nos acessos estrangeiros, em ordem descrescente, foram: São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte e Florianópolis

 

Diego Simon, cofundador do VivaReal explica que o interesse dos usuários desses países no Brasil é decorrente principalmente de motivos profissionais. "Durante muito tempo americanos buscaram imóveis no México, na América Central e no Brasil não tanto, mas muitas empresas têm vindo para cá e com isso tem aumentado a busca de imóveis por estrangeiros que vêm trabalhar aqui. E isso também aconteceu com os países da Europa, que com a crise também passaram a ter mais interesse no Brasil", explica 

 

Mesmo com os valores dos imóveis em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo superando os valores de algumas cidades dos Estados Unidos, como Miami, Simon afirmou que o interesse do americano no mercado imobiliário brasileiro continua por causa das relações profissionais entre os dois países - agora impulsionada pelos eventos esportivos - e também porque algumas outras cidades fora desse eixo têm apresentado boas oportunidades.

 

"São Paulo, Curitiba, Porto Alegre e outras capitais possuem um movimento maior de executivos. Mas, para a compra como investimento,  regiões como o Nordeste, que têm preços menos elevados, têm chamado bastante atenção", afirma o cofundador da VivaReal. 

 

Com relação aos países da América Latina, Simon comenta que é representativo o número de acessos provenientes dessas localidades, mas eles não aparecem entre os cinco países que mais buscam imóveis no Brasil talvez por causa das opções de busca do site, que são disponíveis apenas em português e inglês.

 

Cidades brasileiras que mais buscam imóveis em São Paulo

 

A pesquisa também mostrou quais cidades têm mais usuários que buscam imóveis no município de São Paulo. Diadema ficou em primeiro lugar, Osasco em segundo lugar, Poá em terceiro lugar, Ferraz de Vasconcelos em quarto e Rio de Janeiro em quinto lugar. Em seguida, aparecem Campinas, Belo Horizonte, São Bernardo, Guarulhos e Santos. 

 

"As quatro primeiras posições são cidades da região metropolitana de São Paulo. É natural que a pessoa que mora nessas cidades queira vir para São Paulo, seja por motivos profissionais ou para estudar", explica Diego Simon.

Ele também comenta que a busca de cariocas por imóveis em São Paulo, apesar de ser menor do que a busca de cidades da região metropolitana, é grande porque é muito comum que empresas abram filiais em ambas as cidades e com isso seus profissionais tenham que buscar imóveis nos dois lugares. A mesma situação, segundo ele, também explica as altas buscas de belo-horizontinos por imóveis na capital paulista.

Perfil do imóvel buscado

Imóveis de 200 mil a 500 mil reais são os mais buscados no Brasil e correspondem a 38% das buscas do portal. Imóveis de 100 mil a 200 mil reais são os segundos mais pesquisados, respondendo por 37% dos acessos. Em seguida aparecem os imóveis de 50 mil a 100 mil reais (10%); 500 mil a 1 milhão de reais (8%), até 50 mil reais (3%); de 1 a 5 milhões de reais (3%); e mais de 5 milhões de reais (1%). 

 

Segundo a pesquisa, os imóveis de 50 a 80 m² são os mais buscados e representam 33% das buscas. Imóveis de 100 a 150 m² correspondem a 16% das buscas. Imóveis de até 50 m² são responsáveis por 13% das pesquisas, assim como os imóveis de mais de 300 m², que também respondem por 13% das buscas. E os imóveis de 150 a 200 m² equivalem a 7% dos acessos e os de 200 a 300 m² equivalem a 6%. 

 

Os imóveis de dois dormitórios são os mais procurados, representando 49% das buscas. Em seguida aparecem os imóveis de três dormitórios (36%), os de quatro dormitórios (7%), de um dormitório (6%). E as menores parcelas correspondem às buscas de imóveis de 5 dormitórios, que representam apenas 1% das pesquisas e de mais de 5 dormitórios, que também correspondem a 1% das buscas. 

Fonte: Revista Exame

CONTADOR DE VISITAS

mod_vvisit_counterVisitantes de ontem:4199
mod_vvisit_counterSemana passada:32202
mod_vvisit_counterMês passado:162957

BUSQUE SEU IMÓVEL

Vista para o mar
Próx. UFSC / UDESC

BUSQUE CÓD. OU TEXTO

-->